28 julho 2011

Entrevista com a autora Camila Nascimento e Booktour Você tem meia hora

     Olá!!! Hoje quer mostrar para vocês a entrevista que o blog fez com a autora brasileira Camila Nascimento, autora do llivro Você tem meia hora (resenha). E quem for a Bienal do Rio, poderá conhecer a autora no dia 03/09/2011.

     Então vamos lá!  =))



Nome: Camila Nascimento Silva 
Idade: 31 anos
Cidade Natal/ Atual: Nasci no Rio de Janeiro, mas moro em Londres há alguns anos.
Profissão (além de escritora): Advogada e historiadora da arte.

- Quem é Camila Nascimento Silva? 
Camila: Uma pessoa muito observadora e simples. Ah... e põe aí também: Carioca, Vascaína e Mocidade Independente.


- Para a Camila, quem é Camila Nascimento, a escritora ? 
Camila: Uma contadora de estórias. Sou capaz de passar seis horas na construção de um parágrafo só para ter certeza de que ali estão contidas as palavras certas que vão provocar no autor as emoções que desejo. 

- O livro saiu a pouco tempo pela Bookess, mas será lançado mesmo será na Bienal do Rio de Janeiro. Como você está lidando com isso? Porque depois da Bienal todos realmente irão conhecer a Camila Nascimento e se apaixonar pelo livro, como você vê tudo isso?
Camila: Tomara...! Isso é uma previsão? (Rs) Todo escritor escreve para ser lido, né? Então é isso que também desejo. Ser lida! O livro está disponível pelo site da Bookess mas terá lançamento oficial na Bienal do Livro, dia 03 de Setembro, pelo selo Subtítulo da Editora Oficina dos Livros. 

- Já tem um tempo que você mora fora do Brasil, como está sendo para você lançar um livro aqui. A distância atrapalha? Como você vê tudo isso?
Camila:  Um desafio! Na época que comecei a escrever o livro, meus amigos daqui diziam "Mas por que você não escreve esse livro em inglês? Você mora aqui! Vai ser muito mais fácil" mas não era isso o que o meu coração pedia... Inegavelmente, o fuso horário e o fato de não poder estar presente em eventos são dois grandes obstáculos, mas para compensar tem as redes sociais que encurtam a distância. No fim das contas o que tenho a dizer é que estou amando tudo isso! Conhecer os leitores, saber o que pensam, ver as resenhas... tenho recebido tanto carinho! É muito motivador. 


- Sempre ouvimos dizer que só podemos ser um bons incentivadores de leitura quando realmente somos leitores (de literatura). Um escritor é um incentivador do hábito de leitura? Quando surgiu o seu hábito pela leitura? Quem foi o seu/sua incentivador(a)?
Camila: Eu venho de uma família classe média média média onde sempre se pregou o gosto pelas artes. Estudei ballet, fiz teatro, frequentei cinema... Teatro, especialmente, era algo pelo qual eu sacrificava a merenda da semana só para juntar o dinheiro do ticket. Assisti todas as peças da Maria Clara Machado! E ainda hoje me lembro da primeira vez que vi Pluft, o fantasminha! Eu tinha uns 7 anos e fiquei absolutamente deslumbrada! Creio que o meu hábito pela leitura tenha surgido aí nessa época porque eu tinha ótimas referências como Lygia Bojunga Nunes, Monteiro Lobato, Irmãos Grimm e a riqueza da imaginação infantil. O teatro, além dos meus pais, talvez tenha sido o meu grande incentivo para a literatura.  

- Quando você percebeu que queria ser escritora? O que a incentivou para que lutasse por isso? Quem / o que foi seu maior incentivador?
Camila: Não houve um momento em que decidi "vou ser escritora!", nem um grande incentivador, sendo bem sincera. Mas quando não se tem incentivo, a gente se agarra à força de vontade e a coisa foi acontecendo naturalmente. Eu escrevia um conto aqui, uma peça de teatro ali e quando mostrava, as pessoas ficavam muito empolgadas com meus textos. Passei então a acreditar que talvez realmente pudesse fazer aquilo. Comecei a ler os manuais do Doc Comparato, depois, já aqui em Londres, fiz cursos de roteiro, construção de personagens até que surgiu a ideia do livro e eu me dediquei inteiramente ao projeto. 

- Como foi o trajeto desde o escrever até o publicar de seu livro?
Camila: Revelador. A concepção da ideia surgiu há alguns anos atrás, da conversa com uma amiga minha que é comissária de bordo. Estávamos num barzinho meio sem graça, numa sexta-feira à noite sem muitas opções e ela me contou sobre uma experiência que teve. Na hora eu soube que teria um livro! Comecei a pesquisar, investigar e construir as personagens, mas no meio do caminho acabei me mudando para Londres e aqui a trama ganhou uma dinâmica completamente diferente. Depois disso, publiquei o livro pelo Bookess e recentemente recebi a proposta do selo responsável pelo lançamento do livro na Bienal 2011 dia 03 de Setembro.

- Como surgem as histórias? Tem algum ritual? Há pessoas que só escrevem à noite, vendo TV, ouvindo música...
Camila: Sou uma pessoa muito observadora. Tenho um caderninho na bolsa para anotar tudo que me chama atenção (desde um corte de cabelo bizarro que vi no metrô a uma expressão que ouvi de alguém no pub). A partir daí empreendo a pesquisa sobre o tema e, por fim, construo a ficção. Meus amigos daqui costumam dizer que sou escritora part-time (meio expediente) porque só escrevo à noite (e estou cheia de olheiras no dia seguinte!), mas não é um ritual. É simplesmente o único tempo que tenho para me dedicar a um projeto literário.

- Para você, em apenas uma palavra, é possível resumir “Você tem meia hora”?
Camila: "Recomeços", essa seria a palavra.
-  O que são os leitores para você? Como você define os leitores-fãs?
Camila: O leitor é a razão de tudo! É para quem eu escrevo, a quem busco surpreender,  emocionar, entreter, chocar, mas nem sempre agradar. É quem julga o meu trabalho. Estou curtindo muito esse lance dos fãs, de pessoas que torcem pelo meu sucesso sem nem me conhecer! Eu os definiria como a peça mais importante do mercado literário.   

- O seu livro Você tem meia hora, é um chick-lit interessantissimo, que por sinal tem um enredo que pode se dizer de filme ou ate mesmo novela. Tem outro livro vindo por ai? E como será? O que a incentiva a continuar escrevendo? E se seu livro virasse um filme? Como muitos outros já viraram, você estaria aberta a isso?
Camila: Já imaginou se Você Tem Meia Hora vira filme? Teríamos de pensar bem nesse roteiro... mas eu definitivamente estaria super aberta à propostas. Sim, já comecei a escrever meu segundo romance, o que, acredite se quiser, tem sido muito mais difícil que ter escrito o primeiro. Será também um chick-lit e pretendo utilizar uma linguagem semelhante, porém com algumas inovações e apostas. Escrevo porque é a minha forma de expressão, porque não há para mim nada mais sagrado que o ato de escrever.    


- Você acredita que o livro impresso será substituído pelo formato digital?
Camila: Sinceramente, não. Ou pelo menos não num futuro próximo. Acredito no surgimento de outras mídias e no poder da tecnologia, mas acho que a versão do livro em papel ainda reina absoluta por muitos anos. 

- Para você, qual é o maior incentivador da leitura? Por que você acha que as pessoas buscam os livros de literatura?
Camila: As políticas públicas de incentivo à leitura deveriam ser os maiores incentivadores da leitura no país, mas infelizmente ainda não é assim. Eu diria que a imaginação e a curiosidade é o que instigam a busca pelo literatura. Penso que a leitura é uma espécie de diálogo com pessoas, ambientes, experiências e até mesmo momentos históricos totalmente improváveis. É embarcar na ilusão e ser o livre o suficiente para imaginar aquilo que não se pode ver como cheiros, sabores e sons. É, como diria Mario Quintana, estar só e ao mesmo tempo acompanhado. 

- Deixe um recado para os leitores do Meu Fantástico Mundinho Literário.
Camila: Ler é descobrir infinitas possibilidades. Então muitas descobertas para vocês, ok? Muito obrigada pelo carinho e divirtam-se com Você Tem Meia Hora.



Ficou curioso para ler o livro!?!? Participe do Booktour Você tem meia hora!!







REGRAS:

  1. Serão 10 pessoas, e os selecionados serão os dez primeiros a preencherem o formulário. Além de preencher o formulário, deixe um comentário aqui com o seu email e cidade;
  2. Ser seguidor do blog;
  3.  É obrigatório ter um blog, postar a resenha do livro e depois encaminhar o link para mim;
  4.  Cada pessoa terá DEZ DIAS para ler o livro a partir do dia que recebeu (que ela terá que me mandar um e-mail dizendo a data que o livro chegou em casa) até o dia em que postar (mesma coisa, me mandar a data que postou o livro nos correios);
  5.  O livro será enviado de uma pessoa para outra por envio módico ou como impresso, é só dizer isto ao atendente dos correios. Não se esqueça que é obrigatório enviar pelo Pac Seguro e me mandar o código por e-mail, para que eu o acompanhe;
  6.  Com os códigos e as datas, eu estarei monitorando onde o livro está para que não atrase o nosso Booktour
  7.  O custo do envio será de responsabilidade de cada participante;
  8. Divulgar o banner do Booktour no seu blog
  9.  Ao término do booktour ele voltará para mim.



Atenção: Terá um sorteio de um rinde surpresa ,entre os participantes do BookTour! PARTICIPEM!!!

10 comentários:

  1. Oi!
    Nossa, recebi um recado pelo Skoob e tive que vir correndo participar! Tomara que eu consigo, adoro Book Tours e estou super curiosa para ler "Você tem meia hora"!!!

    e-mail: anotherone.fortheradio@gmail.com
    cidade: Campinas - SP

    xx

    Only The Strong Survive

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ver no meu skoob o recado e corri ;)

    e-mail: marysbarcelos@hotmail.com
    cidade: São Vicente - SP

    BJOS

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Adorei a entrevista, obrigada por me avisar do book tour lá pelo skoob. Me inscrevi agora, espero entrar!

    Beijos, Kamila.

    http://vicio-de-leitura.blogspot.com/

    email: viciodeleitura.blog@hotmail.com

    cidade: Gravataí/RS

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por me convidar para vim participar. Eu quero muito, adoro Book Tours.

    email: mandi_faustino@r7.com
    cidade: São Paulo - SP

    http://bookandcupcake.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu blog e sempre quis participar de uma Book Tour. Li sua resenha de "Você tem meia hora" e estou muito interessada em ler o livro *-*

    email - danny.dsa@hotmail.com
    cidade - Feira de Santana - Bahia

    ResponderExcluir
  6. Fiquei meio O_o com essa história de ficar SEIS horas escrevendo UM parágrafo, mas... Cada um com sua mania hahaha

    Boa sorte para autora e que ela aproveite muito a Bienal para matar as saudades do país :)
    Sucesso \o/

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Adorei a entrevista com a Camila.
    Parabéns.
    Ela é muito simpática e atenciosa,também é parceira do meu blog.Estou participando do Book Tour e não vejo a hora de chegar a minha vez.
    Recebi o email da autora sobre o sorteio em conjunto com blogueiros que terá no seu blog, me interessei. Então já te enviei o email sobre isso, veja.
    Já estou seguindo o seu blog.
    Se quiser conhecer e seguir o meu será bem-vinda.
    Beijos.

    Books E Desenhos

    ResponderExcluir
  8. Ei!
    Parabéns pela entrevista!

    Não sabia que a Camila morava em Londres o.O
    Deve ser uma correria para ela vir para cá divulgar o livro msm.
    Opaaa... Se tudo der certo, vou para bienal no dia que a Camila estiver \o/

    Bjins

    ResponderExcluir
  9. Aaai que bacana flor, parabéns pela entrevista!! Adorei!!
    Não sabia que a autora vai pra Bienal!! Eba!! Vou poder conhecê-la!! Hihihih
    Eu vi a resenha do livro e adorei! Recomeço é um assunto que está sempre nos chick lits e que é mais complicado do que imaginamos de se fazer né???

    Parabéns! ;)

    ResponderExcluir
  10. Ainda há vagas para o book tour?
    Se sim, eu gostaria de participar. Muito mesmo. To louca pelo livro da Camila.
    Adorei a entrevista.
    E-mail: mandica_lele@hotmail.com
    Cidade: Belém - PA

    Beijo
    Amanda
    Amanda's World

    ResponderExcluir