08 janeiro 2012

O que eu achei de : Um homem de Sorte - Nicholas Sparks

“Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

ISBN: 9788563219138
Editora: Novo Conceito
Ano Edição: 2011
Páginas: 352
Classificação: 5/5
Onde comprar: Compare




   Eu nunca havia lido nada do Nicholas, sempre via o pessoal falar super bem, que era o melhor que isso e aquilo. Mas sempre achei que não era assim (eu sou do contra)... Mas, nessa última semana descobri que estava enganada literariamente (sofri dessa mal por tempos).
  A escrita do Nicholas é perfeita, sinceramente!?!? Eu nunca imaginei que um homem pudesse ter tanto "jeito" para escrever romance. Mas surpresa é meu sobrenome, e agora só sei que não perco um livro dele mais.   Em Um Homem de Sorte temos a história de Logan Thibault ,um jovem ex-fuzileiro . Foi três vezes a guerra e  sempre voltou vivo delas, e para seu amigo Victor tem um motivo: a foto!
    A história gira em torno dessa foto encontrada por  Thibault em uma guerra, em torno da jovem loira que aparece na foto. E com isso, nosso protagonista segue sua busca pela jovem para devolver a foto. Durante sua busca - que durou míseros cinco meses, Thibault caminha , na companhia de seu pastor alemão ZEUS, do Colorado e passa por várias cidades, isso mesmo, ele vai a procura da jovem a pé! Mas isso deu um charme a mais a história confesso, parece aqueles amores antigos... ai ai #suspiro
    Depois de muito andar chega a cidade Hampton, a cidade que era descrita na faixa ao fundo da foto. E a partir dai começa a história de Thibault e Beth. Eu achei linda a história, a forma como Nana trata a neta e o bisneto, a forma como Beth cria o seu filho (aquela mãe protetora), mas uma coisa eu confesso: Odeio o Clayton! Ele me irritou desde o primeiro momento, mas fiquei triste com o fim dele porque afinal, não se deve desejar o mau né!?
     A narrativa é perfeita, vale muito a pena a leitura. Ano que vem será lançado o filme, e é claro que estarei lá para conferir! A Novo Conceito está de parabéns, capa perfeita, folhas amarelas, e uma coisa que me deixou feliz... É um detalhe que não se sou só eu que reparo isso, mas quem já teve a oportunidade de pegar o livro percebeu como ele é mole? Tá bom, sou doida! Mas eu adoro livros que facilitam a minha leitura, não precisa ficar abrindo demais o livro, sem contar uns que abrimos e ficam todo tronxo ao final da leitura. Eu sei: sou maluca! Mas gostei disso também rs

   


Sobre o autor:

Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive actualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário de uma Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um amor para recordar (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue) também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor.


2 comentários:

  1. Eu adorei este livro. Li recentemente e resenhei no meu blog. Ficou entre os 10 do Top 2011.
    Lindo mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. meu deus eu quero muito leer!
    adoro Nicholas Sparks, mesmo!

    ResponderExcluir