28 outubro 2012

O que eu achei de : Do seu lado - Fernanda Saads

Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.


Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219008
Ano: 2012
Páginas: 320
Classificação: 5/5
Onde comprar: Compare



         Eu sou suspeita para falar dos livros da Fernanda Saads, eu adoro a forma como ela escreve seus chicklits. Já li o Confissões de Laura Lucy e amei! Agora li Do seu lado e o que eu achei?! Amei de novo!!             A escrita tem muito a ver com o cotidiano, com "problemas" que nós mulheres um dia passaremos ou já passamos e com uma pitadinha de humor. A Fernanda tem uma escrita leve e divertida, sabe lidar com as palavras e merece a nossa atenção e carinho.
         Quem nunca teve um amigo apaixonado e você nunca percebeu? Seja na adolescência, seja na vida adulta. O livro conta a história de  Sarah e Igor, e também o Bruno. Sarah é apaixonada por Bruno, um carinha tipico "vale-nada" o relacionamento era mais para ela do que para ele. E ai vocês já imaginam o que Sarah passou né? Porque caras assim são sempre iguais? ai ai Mas adivinha quem sempre esteve ao lado dela nos momentos dor de cotovelo? ^.^
         Sarah é arquiteta, e tem um amigo dos tempos de faculdade que trabalha na mesma empresa que ela e é um fofo. Ele sempre tem as melhores ideias, os melhores projetos mas é o rei da simplicidade e está sempre disposto a ajudar sua amiga. Mas ele no fundo é apaixonado por Sarah, que como toda mulher nem percebe enquanto ela corre atrás do Bruno Mala.
        O texto da Fernanda é um retrato da vida de uma mulher cegamente apaixonada, mas que não é totalmente feliz mas insiste naquele amor falido ao invés de olhar ao redor e tentar ser feliz com quem a valoriza. É uma leitura gostosa, que prende a atenção do leitor principalmente pela curiosidade em saber o que irá acontecer, afinal de contas todos percebem o amor de Igor por Sarah. Menos ela! Mas muita coisa acontesse nessa amizade, muitas cenas engraçadas, cenas de carinho e afeto, cenas de romance puro! 
         Mas como todo mundo cansa de amar uma pessoa que não te ama, Igor faz exatamente isso. Vai viver, as a cabeça continua em Sarah. E a trama começa a "pegar fogo" exatamente ai, o auge do livro. Eu simplesmente amei, é um romance muito fofo daqueles que você só larga quando chega a última página e diz com um suspiro: "Ain que lindooooooooo!" Foi exatamente esse meu pensamento ao término do livro.
           Só tenho uma coisa a dizer: Leia! Leia! Leia! Abaixo tem alguns trechinhos que gostei, e dá para sentir o que é o livro.... Detalhe! Eu assisti Harry e Sally por causa do livro, e AMEI! Antes nem conheci ao filme, agora sou fã! Pois nossa protagonista é apaixonada pelo filme, e fez com que eu me apaixonasse também.



" - Como é amar alguém pela vida toda? - pergunto baixinho [...]  - É a melhor sensação que alguém pode ter na vida - ela responde. - É como gostar de comer pão daquela padaria da esquina e saber que eles nunca vão trocar o padeiro." Pág 126


"[...]Quero um namorado que se sente comigo e veja filmes por horas seguidas. Que elogie minha comida, por mais que eu tenha exagerado no sal. Quero alguém que queira escutar o que dizer e não só... - percebo que estou prestes a chorar - Sexo". Pág 194

"- Querida, por que você não se deixa viver? Eu a vejo sempre morna. Ah, essa mania dos jovens de achar que a vida é muito longa... Se eles soubessem... - ela está dizendo e eu me remexo, desconfortável. - Deixe-se levar! Seja quente ou até fria mas morna... Morna não". Pág 206

" 'O homem certo pode estar lá fora agora. Se eu não pegar, alguém o fará. Vai passar o resto da vida sabendo que alguém está casada com o seu marido.' Jess disse para Sally" Pág 238





Nenhum comentário:

Postar um comentário